Podologia Infantil – Podopediatria

A saúde das crianças está nas nossas mãos!!!

 
O diagnóstico e tratamento especializado do pé da criança é fundamental para assegurar um crescimento correcto e prevenir o aparecimento de alterações estruturais e funcionais.

Os primeiros 3 anos de vida são os mais importantes para estabelecer a forma básica dos pés. Por exemplo, deve haver uma preocupação com as extremidades do pé dos recém nascidos, pois são as zonas corporais de onde se recebe e perde mais calor.

Uma percentagem das alterações nos pés, são herdadas, mas também existe uma percentagem que pode acontecer na cama devido à posição que a criança adopta para dormir. No entanto, os problemas podem mesmo começar a surgir na gravidez devido à posição fetal em que se encontram as pernas.

Até aos 8 meses os pés são constituídos, maioritariamente por cartilagem frágil e muito maleável, dando assim uma grande mobilidade e flexibilidade. Já a maioria da estrutura esquelética ainda se encontra em fase de desenvolvimento esquelético.
 
Sendo os pés das crianças macios e flexíveis, qualquer pressão anormal pode causar deformidades.
 
Quando a criança se senta em cima das pernas tende a colocar os pés para fora e quando começar a andar, fá-lo em bicos dos pés. É nesta fase que se tornam mais evidentes alguns problemas característicos, por exemplo o pé plano ou o caminhar com os pés para dentro.
 
O uso de calçado inadequado pode resultar em diversos problemas, desde as reacções cutâneas até às alterações estruturais, comprometendo a forma e a funcionalidade do pé.
Tornou-se alarmante como a moda do sapato feminino chegou aos sapatos das crianças alterando a biqueira dos mesmos e elevando nocivamente o tacão.
Tudo o que force o pé a assumir a forma côncava da planta do pé, como a areia seca, é sempre bom para manter a formação natural dos pés.
 
Alguns conselhos:
- corte as unhas às crianças quando estas estão a dormir utilizando um corta-unhas recto para que o corte seja recto também e se necessário limar os cantos da unha,
- nunca deve obrigar a criança a andar sem que esta esteja realmente preparada para o fazer,
- A maioria dos aparentes defeitos dos pés durante o primeiro ano são naturais e devem normalizar no decorrer dos anos,
- se aos três anos continuar a manifestar alterações (dor nos pés, cair várias vezes, manifiestação de problemas ao andar, dor à noite, alterações na estrutura dos dedos, etc.) deverá consultar um podologista,
- não esqueça que quando cortamos mal as unhas a nós próprios geralmente também as cortamos mal às crianças.,
- não esqueça que a saúde e os processos de desenvolvimento são mais importantes que o orgulho dos Pais ao verem a evolução dos filhos.

«Voltar»

Powered by WebExpress