UNHAS ENCRAVADAS (onicocriptose)

 
A unha encravada ocorre quando uma ponta da unha se enterra na pele ao seu redor podendo dar origem a inflamação, inchaço ou vermelhidão, e é geralmente causada pelo hábito errado de cortar os cantos das unhas.
Na maior parte dos casos, a dor só aparece ao andar mas também pode persistir mesmo em repouso.
 
Ao andarmos, devido à dor, temos tendência a não apoiar o dedo dolorido, o que nos leva a adquirir posturas erradas e viciosas ou alterar a marcha.
A extração da unha deve ser evitada pois, quando ela voltar a crescer, pode encravar novamente. O tratamento podológico visa desobstruir a passagem da unha, que pode então crescer livremente.
  
Causas: 
  • CALÇADO - Foi criado para proteger e adaptar-se à formação e comportamento dinâmico do pé, mas a moda transformou-o num objecto de beleza externa e tortura interior.
  • MORFOLOGIA DA UNHA - Quando as unhas apresentam uma curvatura maior do que a normal. Em geral, as unhas encurvadas pressionam o tecido.
  • MORFOLOGIA DO DEDO – Quando existem deformações nos dedos (dedo em garra, dedo em martelo, dedo sobreposto, etc…).
  • MORFOLOGIA DO PÉ - Desequilíbrio nos pontos de apoio plantar.
  • POSTURAS DE DESCANSO ERRADAS - Quando se dorme de barriga para cima, a pressão dos cobertores sobre os dedos em pacientes que têm a sensibilidade diminuída (diabéticos) associada a outros factores. (ex.: crianças em fase de amamentação que, por dormirem de barriga para baixo, desencadeiam o processo por pressionar o dedo contra o colchão).
  • HIPERHIDROSE (excesso de transpiração) - Permite com facilidade que a unha se incruste no tecido macio.
  • UNHAS MUITO CURTAS, SUBMERGIDAS - Quando a unha fica “submergida” devido ao mau corte e entra em confronto com o calçado.
  • CORTE INCORRETO DAS UNHAS - Quando se deixa na zona lateral das unhas alguma parte da mesma (espícula), que com o crescimento ou compressão gera o problema.
  • TRAUMATISMOS VIOLENTOS – Quando acontecem pisadelas, tropeções, queda de objectos pesados, etc.
  • FACTORES GENÉTICOS – Quando algum progenitor tem propensão para esta patologia.
 
Cuidados com as unhas:
  • - não cortar as unhas até o "sabugo", deixe sempre uma pequena porção da borda livre;
  • - não cortar as unhas pelos cantos;
  • - Cortar as unhas a direito;
  • - não retirar ou afastar as cutículas, pois protegem a matriz ungueal da acção de substâncias químicas e/ou microorganismos;
  • - Evitar o uso de endurecedores de unha, pois podem causar ressecamento e manchas;
  • evitar deixar os pés húmidos por muito tempo.
 
Existem técnicas mecânicas para correcção das unhas encravadas chamadas ortoníxias.
As ortoníxias são pequenos aparelhos metálicos que permitem a correcção do arco da unha de forma gradual.
Não é um processo traumático nem doloroso e não é necessária a extracção da unha para que ela seja corrigida.
Esta técnica só deve ser aplicada por podologistas, pois são profissionais altamente qualificados, com amplo conhecimento em anatomia e patologias dos pés.
 
NÃO ESQUEÇA:
- um mau corte da unha, resulta em perda do sulco e consequente encravamento.
- não retome os hábitos antigos após verificar melhoras, pois o problema terá uma forte tendência a reaparecer.
 
 
Powered by WebExpress